• Rua Cel. Gabriel Bastos, 371 - Centro - Passo Fundo - RS
  • Seg à Sex 09-12h/13h30-18h

Categoria dos arquivos Cirurgia Plástica

Complicações em otoplastias

COMPLICAÇÕES EM CIRURGIAS DE ORELHA EM ABANO

Nos últimos meses tenho recebido pacientes que nunca havia atendido. São complicações precoces de otoplastias, popularmente chamado de cirurgia para orelhas de abano.

Coincidentemente todas realizadas por profissionais não cirurgiões plásticos. Duas complicações ocorrem geralmente juntas, a infecção e a exposição dos fios de sutura.

Existem usualmente duas mal formações nas chamadas orelhas em abano. A primeira é uma hipertrofia das conchas das orelhas “cartilagem das orelhas”, a segunda é um apagamento da hélice “curvatura das orelhas”. Usualmente a técnica utilizada pelos referidos profissionais aborda apenas o apagamento da hélice sem tratar outras anormalidades que geralmente estão associadas.

Em uma cirurgia de qualidade o tratamento deve ser realizado em ambiente extremamente controlado quanto a assepsia, pois, as cartilagens quando sofrem infecção demandam um tratamento longo com antibióticos específicos.

A técnica empregada também deve ser apurada, com os pontos sepultados sob tecidos espessos para dificultar a sua extrusão, ou “rejeição”.

Quando estes dois princípios básicos não são seguidos, as complicações são inevitáveis, bem como tem ocorrido atualmente nas cirurgias realizadas por profissionais não médicos. Quando ocorrem necessitam de um longo tratamento e na maior parte das vezes deixam sequelas definitivas.

Este material tem como objetivo alertar que a otoplastia não é um tratamento simples, além de que quando ocorre uma complicação ela pode ser desastrosa e de difícil tratamento.

Como sempre costumo orientar, uma cirurgia de baixo custo inevitavelmente acarreta em resultado ilimitado e aumento do risco de complicação. Não seja iludido por promessas milagrosas, busque um profissional capacitado e ético.

Quando não operar!

QUANDO NÃO OPERAR!

A cirurgia plástica é uma especialidade médica, é fazer o melhor para cada um dos pacientes. Uma das principais ferramentas para a manutenção de uma especialidade séria e comprometida com a saúde e com os resultados é saber dizer não para alguns casos cirúrgicos, descrevo aqueles mais frequentes.
Em alguns casos a paciente não se encontra nas condições ideais de saúde. O profissional deve realizar uma consulta detalhada e rotina de exames completa para diagnosticar alterações e doenças que aumentem o índice de complicações. Quando diagnosticada, a doença deve ser tratada e posteriormente a cirurgia realizada.
Existem pacientes em condições de saúde satisfatória, porem não estão nas condições ideais para realizar uma cirurgia de qualidade. O principal exemplo são as pacientes que estão fora do peso e que buscam a cirurgia plástica como solução rápida para sequelas do descuido acumulado durante os anos ou até décadas. Pacientes com esse perfil devem realizar uma adequação prévia para posteriormente realizar uma cirurgia.
A Síndrome Dismórfica Corporal causa com uma visão corporal distorcida, as pacientes buscam a correção de anormalidades que não existem, buscam a perfeição impossível. Quando operadas ficam eternamente insatisfeitas. Quando diagnosticadas devem seguir acompanhamento psiquiátrico.
Existe ainda aquelas pacientes que buscam um tratamento indicado por elas mesmas. Esse perfil aumentou com a influencia das redes sociais. Cabe exclusivamente ao cirurgião realizar um diagnostico preciso, indicação do tratamento ideal e execução com maestria. O profissional deve tentar trazer a paciente de volta para o mundo medico real e sério, percebendo que não terá sucesso o ideal é não realizar qualquer procedimento.
A medicina para mim deve ser vista com seriedade e sinceridade. Buscar uma rotina baseada em conceitos de credibilidade e excelência. O sucesso profissional e financeiro devem ser uma consequência e não a busca principal. Dessa forma, aqueles pacientes sem condições físicas e ou psicológicas para realizar uma cirurgia devem ser orientadas e acompanhadas para proteção tanto da paciente como da carreira do cirurgião plástico, já a cirurgia deve ser contraindicada.

O que você procura?
Abrir chat
Podemos te ajudar?
Olá, podemos te ajudar?