• Rua Cel. Gabriel Bastos, 371 - Centro - Passo Fundo - RS
  • Seg à Sex 09-12h/13h30-18h

PAgina de testes

PAgina de testes

Certificações

Membro Especialista SBCP

Todos os anos, os aproximadamente 400 cirurgiões plásticos realizam um concurso promovido pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica para a obtenção do titulo de membro especialista. A certificação é realizada através de prova escrita, currículo e prova oral. A aprovação avaliza a qualificação da formação do profissional, atestando que está apto a atuar como cirurgião plástico. No ano em que realizei o concurso obtive a quarta colocação entre todos os colegas cirurgiões plásticos. A classificação veio premiar o esforço empregado durante os 11 anos de formação.

Membro Titular SBCP

Após alguns anos atuando na cirurgia na prática, os membros especialistas da SBCP podem passar por uma outra avaliação, a qual tem como objetivo comprovar a vivencia do profissional na rotina diária. Se aprovado, o profissional passa de especialista para membro titular e obtêm o maior titulo possível entre os membros da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica.

Formação

Realizei a minha graduação na Universidade Federal de Santa Maria. Naquela época, onde eram poucas as faculdades e vagas para o curso, conheci uma medicina com características que estão se perdendo, as quais descrevo. A grande maioria dos professores eram profissionais reconhecidos nas suas áreas, com história consolidada e que tinham a docência como uma missão, não existia a omissão ou o faz de conta. Os meus colegas ou eram esforçados ou ainda pessoas acima da média, a concorrência era levada ao limite, não era para qualquer um. As condutas indicadas aos pacientes, nas diferentes áreas, eram exatamente aquelas que estavam descritas nos livros, aquilo que realmente o paciente precisava. Olhando para o passado, vejo o quanto foi importante na construção da minha visão e postura frente a medicina como um todo, percepção que não tinha na época, achava que aquilo era o normal. Com o tempo e vivencia descobri que aquela realidade não era o padrão, e infelizmente acompanho uma degradação a cada ano na formação dos futuros médicos.

Realizei a especialização em cirurgia geral no Hospital Nossa Senhora da Conceição de Porto Alegre. Na época, a residência mais disputada no estado. Durante dois anos, tive como colegas pessoas de diferentes perfis, mas todos possuíam em comum a característica de terem sido os alunos de destaque nas suas diferentes faculdades. No hospital federal o fluxo cirúrgico era inacreditável, uma media entre 10 e 12 horas de trabalho por dia. A instituição disponibilizava aos seus pacientes equipes compostas por preceptores com grande experiência, residentes comprometidos e estrutura para realizar qualquer procedimento. Nessa fase, acumulei uma base extremamente sólida para iniciar a minha carreira na área da cirurgia.

Quando defini que iria seguir a carreira de cirurgião plástico, escolhi as instituições que eram referência, uma delas era o Serviço de Cirurgia Plástica “Dr. Ewaldo Bolívar de Souza Pinto”. A residência possuía as características de contar com um grande fluxo de pacientes que eram atendidos pelos residentes e principalmente o corpo docente. Os residentes eram formados por profissionais de renome internacional, com destaque pelo desenvolvimento de novas técnicas e grande produção cientifica. Durante três anos estive no coração de um dos núcleos internacionais de cirurgia plástica, as novidades de diferentes áreas da especialidade sempre passavam antes pelo serviço, depois se tornavam livros, artigos e finalmente ficavam à disposição dos outros cirurgiões plásticos. Essa experiência completou a minha formação para entrar no mercado da cirurgia plástica.

O que você procura?
Abrir chat
Podemos te ajudar?
Olá, podemos te ajudar?